Bleach Portugal RPG
Bem-vindo ao Bleach Portugal RPG! Se pretendes aceder ao fórum, faz Login ou Regista-te, se ainda não fizeres parte da comunidade então faz agora!


O melhor RPG de Bleach em Portugal!
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Missão Particular] "Cadê minha capa?"

Ir em baixo 
AutorMensagem
RiD3R
Administrador | Shinigami
Administrador | Shinigami
avatar

Mensagens : 416
Idade : 26
Localização : Porto
Missões realizadas :
2 / 1002 / 100
Data de inscrição : 19/07/2009

Ficha de Personagem
Nome: Matsumoto Tenjin
Disponibilidade:
Yen: 10

MensagemAssunto: [Missão Particular] "Cadê minha capa?"   Dom Jan 31, 2010 3:59 pm

Descrição: A capa de seu capitão foi roubada de seu alojamento enquanto ele encontrava-se ausente. Deves procurá-la para devolvê-la o quanto antes, pois seria um ultraje alguem usá-la além de seu respectivo dono.
Shinigamis Inscritos: Pah Jon (personagem principal), Gonriu Mamoru(personagem secundário)

Recompensa: 350 yen + 1 Rocha Seki + 1 Missão Realizada

Boa Sorte!

_________________
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pah Jon
Shinigami
Shinigami
avatar

Mensagens : 282
Idade : 30
Localização : Brasil
Missões realizadas :
6 / 1006 / 100
Data de inscrição : 12/08/2009

Ficha de Personagem
Nome: Pah Jon
Disponibilidade:
Yen: 235

MensagemAssunto: Re: [Missão Particular] "Cadê minha capa?"   Dom Jan 31, 2010 6:49 pm

Ao chegarem no quarto esquadrão, Pah Jon, Sorotobi Ashiko e Abukara Tensei, ambos shinigamis que Jon acaba de conhecer,

adentram-se nas instalações da equipe de cura, pois tanto Jon quanto Ashiko, apesar de negar, precisavam de auxílio médico.
- ,Você denovo, garoto? Não fazes mais nada da vida além de ferir-se?Não me pareces do tipo encrenqueiro, então porque insistes em se meter em confusão? - diz a atendente, assim que vê Jon.
Jon apenas sorri, enquanto deita na maca que o levaria até o quarto para ser atendido, enquanto Tensei tinha sérios problemas em deitar Ashiko em outra maca, pois esta recusava-se a admitir que necessitava de auxílio.
Foi quando abriram a porta do corredor principal, onde Jon, deitado em sua maca, e Ashiko, amarrada e esperneando em outra, são levados até seus quartos, quando outra maca passa, onde um homem com a cara cheia de curativos está sentado sobre, que
fica olhando fixamente para Ashiko, está que quando o avista para de gritar e ficam cruzando olhares, até que Ashiko, arrebentando todas as cordas que lhe prendiam em um único movimento, aponta seu indicador na cara do sujeito e diz:
- É VOCÊ, SEU MISERÁVEL!!
- Que bom que me reconheceu, my love - responde o sujeito sorridente.
Neste instante, Ashiko acerta um forte chute no meio do rosto do pobre homem, que voa contra a parede, sangrando pelo nariz.
Os shinigamis enfermeiros tentam segurar Ashiko, que parecia descontrolada e furiosa com o sujeito, enquanto este é ajudado por Pah Jon e Abukara Tensei, ambos preocupados com o pobre homem:
- Você está bem? - pergunta Jon.
- Sim, eu já me acostumei com isso - responde o sujeito.
- Ela não te deixa mais em paz, hein Makoto? - diz Tensei.
- Vocês se conhecem? - pergunta Jon, surpreso pela intimidade entre os dois.
- Sim, meu nome é Atakabe Makoto, prazer em conhecê-lo! Tensei-san é meu amigo de longa data, assim como Ashi, apesar de não parecer...
Acalmados os ânimos, todos são levados para seus devidos quartos, por acaso, o mesmo, onde passaram cerca de uma semana em tratamento, e, apesar das constantes brigas entra Ashiko e Makoto, surgiu uma forte amizade entre eles.
Quando finalmente terminaram seu tratamento, os três são liberados, novos em folha, para servirem seus respectivos esquadrões.
logo após receberem alta, todos recebem seus pertences devolta, assim como suas zampakutous.
Jon, ao pegar em sua zampakutou novamente, depois de uma semana, sente um estranha sensação, assim como a voz feminina que lhe havia dirigido a palavra antes, volta a conversar com ele, dizendo:
-"A quanto tempo... Já estava exausta de tanto esperar..."
Jon fica assustado ao ouvir aquela misteriosa voz novamente, e, erguendo sua zampakuotu na altura dos olhos, a observa concentradamente, até ouvir a voz de Makoto, lhe dizendo:
-É assustador quando elas começam a conversar com a gente, não é?
-Como assim? - pergunta Jon.
-Sua zampakutou... Ela está falando com você...Por isso você está assim, com essa cara de assustado, olhando para ela, certo?
- Eu acho que sim...
- Então, não tenha medo, ouça o que ela tem a dizer - diz Makoto, dando um leve tapa nas costas de Jon, despedindo-se e tomando seu rumo.
JOn embainha sua zampakutou e parte para a direção oposta, dirigindo-se ao seu esquadrão, pois o dia mal amanheceu, e deve ter missões a cumprir.
Ao chegar ao seu Quartel General Jon apresenta-se para seu capitão e tenente, disposto a cumprir mais uma missão.
-Pois bem, vejo que estás recuperado, e bem disposto - diz, a tenente Nanao.
-Sim senhora! - responde Jon, batendo continência.
- Hoje estamos a fazer uma busca pelo sereitei, podes entrar nela, quantos mais tivermos ajudando, melhor será.
Nanao entrega um pergaminho com as instruções para Jon, este começa a ler e fica surpreso com seu conteúdo, voltando seu olhar para sua tenente, que lhe diz:
- É isso mesmo. A capa do capitão Kioraku foi roubada enquanto ele estava bebendo com os outros capitães... Agora temos que recuperá-la, pois a capa de um capitão é o símbolo da honra de seu esquadrão e seria um ultraje ver qualquer outro usando-a.
Jon apenas balança sua cabeça positivamente e usa seu shunpo para seguir seu caminho e iniciar a busca.
Encontra-se com diversos membros de seu esquadrão, todos com uma resposta negativa quanto à localização da capa.
Jon então decide começar sua procura pelo rukongai. Ao sair do portão, decide subir no mais alto edifício que encontra a fim de conseguir uma ampla visão do local.
Enquanto observava lá do alto, Jon encontra uma figura familiar: era seu amigo, membro do 11º esquadrão Gonriu Mamoru, que caminhava pelas vielas do rukongai, parecendo estar procurando algo.
Jon então salta em sua direção, fazendo um pouso quase perfeito (caindo com a cara no chão), próximo a Mamoru, que observa a cena dizendo:
- Jon, o que você está fazendo por aqui?
- Estou em uma busca - responde Jon - ROubaram a capa de meu capitão... E você? O que faz aqui?
- É muita coincidência você estar procurando a capa, pois encontrei um sujeito ainda dentro dos portões do seireitei com uma capa de capitão na mão... e quando perguntei à ele o que ele fazia com isso e neste momento ele usou seu shunpo para fugir.
Eu o persegui até aqui quando o perdi de vista e foi aí que você caiu do meu lado.
- Aterrisei - responde Jon, enquanto esfregava seu queixo - Mas então, você me ajuda a procurar?
- Claro - responde Mamoru.
Os dois amigos então iniciam uma busca por aquelas vielas frias, úmidas e aparentemente desertas, em busca do ladrão.
Até que Mamoru grita:
- Jon!! Rápido, por aqui!
Jon usando seu shunpo aproxima-se de Mamoru e pergunta:
- O que foi?
- O sujeito que eu estava perseguindo acaba de entrar naquela construção - diz Mamoru, apontando para o que parecia ser um bar.
- Em que rukongai estamos? Pois caminhamos tanto que eu perdi a noção de espaço. - pergunta Jon.
- Pelos meus cálculos estamos bem longe do seireitei - responde Mamoru - Então, vamos entrar também?
- Sim.
Os dois então cautelosamente aproximam-se do local, a fim de espiar por entre as janelas para ver se conseguiriam encontrar o meliante.
QUando Jon ergue sua cabeça para espiar dentro do bar pela janela é surpreendido por uma lâmina de zanpakutou apontada para sua cabeça.
- Perdeu alguma coisa? - pergunta o sujeito.
Tratava-se de um homem enorme, mais alto que Jon, com uma musculatura muito avantajada e vestindo um kimono vermelho, identico ao homem que atacou Jon da última vez.
Jon então levantando-se e ficando de pé de frente para o homem, que ainda apontava a katana para seu rosto, em tom sério diz:
- Quem é você? Para quem você trabalha? Por algum acaso, você é amigo do sujeito que me atacou um tempo atrás?
- Então você era o alvo do Iraki? - responde o homem, com um sorriso estampado no rosto.
- Iraki, então esse era o nome dele? - pergunta Jon.
- Aquele sujeito era um inútil - responde o homem - Mas pode deixar que eu mesmo irei terminar a missão dele, pois se você está aqui então é verdade o boato de que Iraki morreu.
O homem então ergue sua katana e com um golpe violentamente forte tenta acertar Jon, que pula e pousa sobre o teto do bar.
O homem então sai pela janela e fica frente a frente com Jon novamente. Este saca sua zanpakutou e diz:
- Você vai me dizer para quem trabalha e porquê queriam me matar ou vou ter que te obrigar a fazer isto?
Neste instante Jon sente uma presença atrás dele, e quando se vira vê um sujeito magro e careca, usando o mesmo kimono pulando com a zanpakutou erguida prestes a golpeá-lo.
Jon desvia-se do ataque e vê o sujeito sendo atingido por um raio branco, que saiu da mão de Mamoru que, com um tom sarcástico diz:
- Vocês não acham que dois contra um é muito injusto? Importariam se eu me juntasse à festa?
Então Jon acena com a cabeça para Mamoru, saltando em direção ao sujeito maior, enquando Mamoru encarrega-se do que está sobre o telhado do bar.
Jon aproveitando o impulso do salto lança uma investida, atacando com muita força seu oponente, porém este não parece muito preocupado com isto, defendendo-se facilmente.
Jon então assim que seus pés tocam o chão, usa seu shunpo para lançar um novo ataque contra o sujeito, que nem se move, apenas defende-se.
Inconformado em não conseguir atingir seu alvo, Jon afasta-se, aponta seu dedo indicados esquerdo para seu alvo, concentra sua reiatsu e diz:
- HADOU Nº4: BYAKURAI!
A reiatsu de Jon forma um raio branco de kidou que atinge em cheio o sujeito que continuava parado no mesmo lugar, causando uma explosão.
Quando a fumaça se desfaz, Jon fica surpreso ao ver seu oponente intacto e parado do mesmo jeito que estava antes de receber o golpe.
- Você ainda nao percebeu que sou muito mais poderoso do que o Iraki, não é garoto? - diz o sujeito, apontando sua zanpakutou para Jon - Eu vou lhe mostrar a diferença de meu poder para o dele.
O sujeito encosta a lâmina de sua zanpakutou em seu braço direito e diz:
- MUTILE, TETSUSHI! (Búfalo de ferro)
Nesse momento a zanpakutou dele começa a brilhar e crescer, envolvendo todo seu braço, formando uma espécie de luva dourada de metal; com a cabeça de um búfalo em seu punho.
Jon fica surpreso ao sentir a reiatsu de seu oponente, assim como ao ver a sua zanpakutou.
- HEHEHEHEHE, o que foi garoto? Ficou surpreso - pergunta o sujeito.
Jon apesar de preocupado, põe-se em posição de batalha, enquanto o sujeito pula e prepara um golpe.
- Descubra o real significado de dor, garoto - diz o sujeito, dando um forte soco na direção de Jon, que tenta defender-se, usando sua zanpakutou como escudo, mas fica surpreso ao ver esta se quebrar e o soco de seu adversário atingir seu peito, lançando-o para longe, até bater contra um muro.
Mamoru observava seu amigo caído, contra uma parede do outro lado da rua daquele bar, uma pequena viela que tornou-se um campo de batalha. Uma pequena viela coberta de lixo, com latões de lixo e nenhuma casa; apenas aquele bar e murado por todos
os lados.
Ele tenta ir ajudar Jon, mas é supreendido por seu adversário, que o impede de ajudar.
Jon levanta-se ofegante e com muita dor, sentindo que algumas costelas haviam quebrado e fica preocupado ao ver apenas metade da sua zanpakutou em sua mão.
Porém isto teria que ser o suficiente para defender-se do próximo do soco de seu adversário, que já corria em sua direção.
- É o seu fim, garoto - gritava o sujeito, lançando seu soco contra Jon.
Jon então apoia o cabo de sua zanpakutou em seu peito e usa a ponta quebrada para tentar amenizar a força do golpe, fazendo com que seu adversário acertasse o soco nela.
Com a força do impacto do golpe, Jon é prensado contra a parede, mas sem grandes danos, conseguindo defender-se e ficando com um sorriso sarcástico no rosto.
Nesse instante, seu adversário nervoso com a atitude do garoto, dá um leve sorriso enquanto seu punho, onde sua zanpakutou estava, saem dois chifres dourados, que perfuram o peito de Jon profundamente.
O sujeito então afasta sua mão e começa a rir, enquanto Jon ao sentir seu coração perfurado, cai de joelhos e em seguida no chão, aparentemente à beira da morte.
- Então é assim? Chegastes até aqui e agora vais morrer na mão de um reles capanga sem saber o nome do seu real inimigo?
Jon abre seus olhos lentamente e vê a imagem de uma mulher na sua frente. Esta mulher era alta, sua pele era de cor clara, com longos cabelos castanhos que cobriam seu corpo até a cintura; seu rosto permanecia parcialmente oculto, apenas deixando sua boca à mostra, pois usava uma touca presa à uma capa branca que cobria seu corpo inteiro.
Ao observar um pouco mais a cena, Jon nota que não está mais no local da batalha, e sim numa espécie de construção medieval, parecida com um calabouço.
Ao notar que não está mais ferido, Jon levanta-se e fica de frente com a mulher, perguntando:
- Onde eu estou? Quem é você?
-Onde você está? - responde a mulher - você deveria saber melhor do que eu, pois este lugar quem criou para mim foi você, devido ao seu medo de perder esta batalha e tudo o que mais ama neste mundo, você tirou meu reinado e me prendeu neste calabouço.
- Como assim? - pergunta Jon, confuso - Quem é você?
-Você me conhece, apenas não sabe meu nome, pois o peso que carregas em teus ombros não permitiu que você se comunicasse comigo antes.
- Peso? Que peso?
- O Peso pela morte de sua noiva, pela qual você se culpa até hoje ou pelas injustiças que já presenciastes e principalmente pelo medo de perder tudo o que tens: seus amigos, sua namorada, e agora mais do que nunca, sua vida. Enquanto viveres com medo nunca saberás meu nome, por isso eu lhe peço: Divida este teu fardo comigo, pois somente assim teremos força e não perderás nada do que tens; basta confiares em mim.
Jon fica calado olhando para a mulher, que lhe estende a mão e, respirando fundo, segura a mão dela dizendo:
- Ajude-me, pois sem você eu não poderei suportar o peso dos fardos que carrego.
Neste instante a mulher começa a sorrire o calabouço ao seu redor se desfaz, transformando-se em uma vila medieval com um grande castelo bem no meio dela.
- Bem-vindo de volta - diz a mulher - Eu sabia que você conseguiria superar seus medos e o meu nome é...
A reiatsu de Jon explode ao máximo, e este fica novamente de pé com o ferimento em seu peito fechado, segurando sua zanpakutou quebrada na mão esquerda e estendendo a mão direita, fazendo com que o pedaço que havia se quebrado dela voasse até sua mão, quando os dois começam a brilhar, Jon diz:
-ENERGIZE E QUEIME, RYUUSENKA!
As duas partes da zanpakutou de Jon começam a tomar a forma de duas outras espadas curvadas, uma com a lâmina dourada e em chamas e a outra com a lâmina prateada coberta de eletricidade.
O sujeito que Jon estava enfrentando observa a cena um tanto preocupado, então decide partir para o ataque. Junta suas forças e dá um forte soco na direção de Jon.
-O fogo representa as chamas de seu coração, seus sentimentos e serve para a ofensiva, enquanto a eletricidade representa sua energia e sua vontade de viver, que serve para a defensiva - diz a mulher, que aparece em presença atrás de Jon, colocando sua mão em seu ombro - Aprenda a me usar e juntos seremos imbatíveis.
Quando o soco estava prestes a atingir Jonh, este protege-se com a zanpakutou de lâmina prateada, coberta com uma aura elétrica, amenizando o impacto e anulando o ataque do seu oponente.
- Agora mostre do que nós somos capazes - diz a mulher, espírito da zanpakutou de Jon.
Jon então erguendo sua zanpakutou dourada lança uma labareda em seu adversário que, com o impacto do golpe, é arremessado em chamas para trás caindo ao chão.
O sujeito levanta-se furioso pela atitude de Jon, e diz:
- Garoto, você realmente me deixou nervoso!
Segurando seu punho onde sua zanpakutou estava alojada, com a outra mão começa a explodir sua reiatsu, enquanto seu braço inteiro começa a brilhar e, fazendo movimento de golpe, lança uma rajada de kidou na direção de Jon, que usa seu shunpo para desviar-se pouco antes daquela rajada destruir o muro onde Jon estava.
O homem ainda tenta se virar para defender-se do golpe de Jon, que aproveitou seu shunpo para atacar com a zanpakutou em chamas, cortando as costas de seu adversário onde deste corte saíram chamas, fazendo o sujeito cair de joelhos e gritar de dor.
- Agora responda: para quem você trabalha? Porque queriam matar-me? e Porque roubar a capa de meu capitão? - diz Jon -
apontando a lâmina de sua zanpakutou na face de seu adversário.
- Isto é algo que você nunca vai arrancar de mim - responde o sujeito - pondo-se de pé novamente.
O sujeito então começa a mover-se rapidamente usando seu shunpo, enquanto Jon fica parado apenas esperando a aproximação de seu oponente e quando este se aproxima, golpeando, Jon defende-se mais uma vez usando sua zanpakutou elétrica, mas qual não
foi sua surpresa ao ver que seu inimigo havia sacrificado o punho desprotegido para bloquear a defesa de Jon, tendo-o parcialmente cortado e ficado com sua zanpakutou livre e brilhante prestes a disparar mais uma rajada bem na cara de Jon.
- Você é muito previsível, garoto... Se achas mesmo que podes derrotar-me estás muito enganado - diz o sujeito, soltando mais uma rajada de kidou de sua zanpakutou de frente a Jon, o atingindo em cheio, arremessando-o contra o bar.
Jon fica muito ferido com este golpe e neste instante o espírito de sua zanpakutou lhe volta a palavra:
- Eu não posso aguentar mais seus ferimentos fechados por muito tempo.. Precisamos dar um jeito nisto logo! Use o poder que eu lhe dei, faça-me sentir que eu tomei a decisão correta.
Jon todo chamuscado, com a roupa rasgada, com vários ferimentos espalhados pelo corpo devido ao impacto do golpe de seu oponente, põe-se novamente de pé, fazendo com que sua zanpakutou dourada voltasse a pegar fogo e, usando seu shunpo, parte para mais um ataque, desta vez sendo bloqueado e tendo que defender-se do contra-ataque de seu oponente.
Pulando para trás, Jon pega impulso na parede do bar para lançar-se na direção de seu oponente e, apontando a zanpakutou dourada para frente, lança uma labareda em sua direção.
Para desviar-se, seu oponente salta, já com mais uma rajada de kidou carregada em sua zanpakutou, pronto para lançar.
Jon fica parado e observa seu oponente, pairando sobre ele, quando este lança mais um forte raio de kidou na direção de Jon, e, ao invés de desviar, Jon decide contra-atacar lançando uma labareda na direção do golpe de seu oponente, causando uma explosão que iluminou os céus daquele local.
Aproveitando a distração de seu oponente, Jon surge em suas costas, golpeando-o novamente, dando pouquíssimo tempo para o sujeito virar-se e defender-se com seu braço onde estava a zanpakutou.
O golpe de Jon acabou por causar um dano na zanpakutou de seu oponente, uma rachadura que formou-se por mais da metade da zanpakutou.
O homem, começando a ficar nervoso, decide atacar Jon descontroladamente, na esperança de atingir um golpe e acabar logo com esta luta.
Porém, Jon, aproveitando-se do nervosismo de seu oponente, desvia-se facilmente, e, com a zanpakutou dourada em chamas, desviando-se de um dos golpes de seu oponente, acerta um corte que vai desde o peito até a coxa esquerda do seu adversário, de onde saem chamas, fazendo o sujeito cair ao chão. Quando Jon aproxima-se apontando sua zanpakutou para a cara do seu adversário, o sujeito começa a falar:
- Está bem! EU lhe direi para quem eu trabalho...
O sujeito põe-se novamente de pé, frente a frente com Jon e, apesar da dificuldade de falar devido à seus ferimentos, continua:
- Eu sirvo apenas para ajudar as raízes a crescerem, pois quem comanda tudo são os espinhos e a rosa - diz o sujeito, erguendo sua mãos com a zanpakutou.
Nesse momento, uma zanpakutou atravessa o peito do sujeito, ato este que deixa todos surpresos, fazendo o sujeito cair ao chão, sem vida.
Aquela zanpakutou pertencia à Mamoru que diz:
- Você está bem? Eu achei que ele ia te atacar, por isso dei um fim nele.
- NÃO! - grita Jon, segurando Mamoru pelas vestes - Porque você fez isso? ELe tinha as respostas! Porque me impediu de saber a verdade?
- Desculpe, eu apenas queria te ajudar! Achei que ele ia atacar você novamente, e foi por isso que agi.
Após mais algumas palavras de desculpa, Jon diz:
- Deixa pra lá, cadê seu oponente? Ele também deve ter respostas..
- Mais uma vez perdoa-me, pois eu o matei..
- Mas que droga, você tem de aprender a conter seus instintos assassinos - diz Jon.
Neste instante os dois olham ao redor e percebem que foram cercados por todos que estavam dentro do bar, que observavam quietos o que havia acontecido.
Os dois imediatamente põem-se em posição de batalha, aguardando uma investida.
Quando todos sacam suas armas, os dois ficam apreensivos mas, é neste instante que notam um único sujeito que não sacou sua espada, pois possuia em suas mãos a capa do capitão Kioraku.
- Jon ele está alí - diz Mamoru - Pegue-o que eu dou um jeito nesses sujeitos, pois eles não passam de moradores comuns do rukongai, apenas querendo briga.
Neste instante, Jon acena positivamente com a cabeça para Mamoru e salta por sobre o grupo, na direção do sujeito que estava com a capa na mão, este já em fuga.
Jon começa uma perseguição até ambos entrarem na floresta mais próxima, onde o sujeito para de correr.
Vestido com um kimono vermelho idêntico aos dos outros sujeitos, que foram derrotados à pouco, porém com uma aparência muito mais fraca, o sujeito fica tremendo olhando para Jon, que diz:
- O que você quer com essa capa? Não sabe que roubo é crime? Quem lhe mandou fazer isso?
O sujeito parecendo estar muito assustado joga a capa para Jon e sai correndo, tentando salvar sua vida.
Jon pega a capa ainda no ar e continua perseguindo o sujeito a fim de conseguir respostas.
Ao ver que Jon não havia desistido de perseguí-lo, o sujeito para e saca sua katana. E neste instante, Jon para também, ainda com sua shikai ativada.
Foi quando o fugitivo aponta sua katana para seu próprio peito, perfurando-o e tirando sua própria vida.
Jon fica sem palavras ao ver aquela cena. Foi quando sentiu que seu corpo não aguentava mais lhe carregar, caindo inconsciente no chão, devido à seus ferimentos.
Quando finalmente reabre os olhos, Jon se vê novamente frente a frente com a mesma enfermeira que lhe atendeu da última vez na sede do quarto esquadrão, apenas balançando a cabeça.
Ao seu lado também observa Mamoru, assim como sua tenente e seu capitão e todos os seus outros amigos.
No fim das contas, Jon cumpriu sua missão de recuperar a capa de seu capitão, já sendo devidamente usada, porém ainda com um mistério pairando no ar: Quem eram aqueles sujeitos e o que são a rosa e os espinhos?

To be continued...
Voltar ao Topo Ir em baixo
RiD3R
Administrador | Shinigami
Administrador | Shinigami
avatar

Mensagens : 416
Idade : 26
Localização : Porto
Missões realizadas :
2 / 1002 / 100
Data de inscrição : 19/07/2009

Ficha de Personagem
Nome: Matsumoto Tenjin
Disponibilidade:
Yen: 10

MensagemAssunto: Re: [Missão Particular] "Cadê minha capa?"   Seg Fev 01, 2010 2:34 pm

Pah Jon

Habilitações Físicas
Força: 5,5
Velocidade/Agilidade: 4,25 + 0,25 = 4,5
Controlo de Reiatsu: 7,5 + 0,25 = 7,75
Reiatsu: 7 + 0,5 = 7,5
Resistência: 8 + 0,75 = 8,75

Habilitações Espirituais
Zanjutsu: 11,5 + 0,5 = 12
Kidou: 8,25 + 0,25 = 8,5
Reikaku: 2,5
Shunpo: 7,25 + 0,5 = 7,75
Hakuda: 3,5 + 0,25 = 3,75
Libertação: 3 + 0,75 = 3,75

Total: 4 / 7 Pontos

Comentários: Boa missão e aqui vai uma dica que te poderá ajudar a ganhares mais pontos quando usas a Shikai:
Quando usas os poderes da tua Zanpakutou ganhas pontos na “Libertação” mas, por exemplo, quando lanças chamas contra o oponente podes dizer que o teu personagem concentrou Reiatsu na lâmina da espada e depois lançou as labaredas contra o oponente, para poderes também ganhar pontos noutras habilidades (neste caso, em “Controlo de Reiatsu”) Wink

Recompensa: 350 yen + 1 Rocha Seki + 1 Missão Realizada

Actualizado!

_________________
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Missão Particular] "Cadê minha capa?"   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Missão Particular] "Cadê minha capa?"
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» "Entrar, matar, sair" - Missão em Columbia - Alvelin Lorien
» O que vc's acham do "Rock and Roll" atualmente?
» "MADRECITA NEGRO II"
» Sistema Drop por nível de monstro "Estilo Mu Online"
» [Saga "Torneio dos Deuses"] Pergaminho XIV - A elite de Gaina, parte 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Bleach Portugal RPG :: Soul Society :: Gotei 13 :: Missões :: Missões Arquivadas-
Ir para: